© *Viver na Luz* 2020
Centro de formação de Reiki, Leitura da Aura, Karuna, Remédios florais e outras terapias energéticas para todos que querem viver na luz.
Remédios Florais
Curar com a energia das flores  Nos anos 30 o médico Inglês, Dr. Edward Bach, redescobriu a força curativa das essências florais. Antes dele foi o médico suíço Paracelso (1493-1541) a última pessoa na Europa a mencionar o uso da ‘água das flores’. A Terapia Floral distingue-se da fito-terapia pelo facto de utilizar apenas a força vibracional da flor e não a sua substância.  Os Remédios Florais, como também são chamados, ajudam a reencontrar o nosso equilíbrio emocional pelo seu magnetismo, trazendo para cima qualidades existentes dentro de nos, actuando assim como catalisador de um processo de cura. Uma consulta de florais é basicamente uma entrevista e uma análise do problema com a ajuda do pêndulo para determinar o remédio certo para si.          Preparação dos Remédios Florais A preparação dos remédios é um processo que requer muita dedicação, uma boa intuição, materiais de melhor qualidade e respeito pela Mãe Natureza. Começamos com uma meditação para descobrir qual é a planta para a aflição que queremos tratar. A seguir vamos procurar um sítio onde a planta cresce em condições óptimas, ligamos com ela e pedimos licença para utilizar algumas flores para preparar o remédio. As flores são postas numa taça de vidro ou de cristal cheia de agua pura de nascente e postas ao sol durante algumas horas, utilizando assim a força dos raios solares para transferir a vibração das flores para a agua. Antes do pôr-do-sol a agua é filtrada e misturada com partes iguais de brandy para preservar e elevar a vibração energética. Isto é a 'Tintura Mãe' que é mais uma vez diluída com partes iguais de brandy para fazer o 'Concentrado de Provisão', a forma habitual de venda. Utilização dos Remédios  Existem várias maneiras para determinar qual o remédio a tomar. Dr. Edward Bach desenvolveu uma técnica racional-analítica na esperança que seria assim possível para qualquer um encontrar o remédio para si sem ajuda exterior. Na prática não resultou tão bem e as pessoas ficaram dependentes dos especialistas. Utilizar a nossa sabedoria interior, ou experiência da alma falando através da intuição, parece ser um método melhor. Neste caso utilizamos um pêndulo ou sentimos directamente com as mãos por cima das garrafas. A desvantagem deste método é a necessidade de estar em contacto com a nossa intuição e saber trabalhar com o pêndulo. Depois de fazer a escolha pomos algumas gotas do 'Concentrado de Provisão' numa garrafa conta-gotas cheia de agua de nascente, desta tomamos algumas gotas 3 ou 4 vezes por dia. Com cada vez que o remédio é diluído a energia é elevada e capaz de sintonizar-se com um corpo energético menos denso. Remédios florais não são apenas para quando estamos doentes, podemos utilizar a sua força em qualquer altura para desenvolver a nossa consciência e acelerar a evolução da nossa alma.