© *Viver na Luz* 2020
Centro de formação de Reiki, Leitura da Aura, Karuna, Remédios florais e outras terapias energéticas para todos que querem viver na luz.
Raízes do Reiki
Na criação do método Usui Reiki Ryoho estiveram envolvidas muitas pessoas, influências e situações mal documentadas que provocaram alguma confusão sobre a sua origem. Algumas fontes falam em influências Tibetanas, Chinesas, Indianas e de culturas pré humanas, outras até em extraterrestres que nós deram Reiki para a salvação da humanidade! Neste capitulo vou tentar dar alguma informação verificada quanto às raízes do método que tanta gente inspirou para fantasiar sobre a sua origem.
Quando vamos a procura das origens do Reiki encontramos invariavelmente o trio Usui-Hayashi- Takata e habitualmente pouco mais. Usui sendo o fundador do método, Hayashi como o seu aluno mais dotado que levou o método para um nível clínico e a Takata como a divulgadora do método fora de Japão. Poucas pessoas ouviram falar do Toshihiro Egushi, Kaiji Tomita, Shou Matsui ou Fumio Ogawa por causa da pouca exposição destas pessoas ao público ocidental devido às dificuldades linguísticas e falta de tradução dos seus escritos. Vejam nas páginas do James Deacon. Egushi: Em 1930 publicou: Te-no-hira Ryoji Nyumon (Introdução para a cura pelas mãos) e em1954: Te-no-hira Ryoji Wo Kataru (Uma história sobre a cura pelas mãos) Tomita: em 1933/4 escreveu: Reiki To Jinjutsu – Tomita Ryu Teate Ryoho (Reiki e o trabalho humanitário - Tomita Ryu cura pelas mãos) Matsui: Em 4-3-1928 escreveu um artigo no jornal 'Nichiyoubi Mainichi' [Sunday Every Day] sobre as excelentes resultados que teve aplicando o Reiki que aprendeu com o Hayashi, (queixando-se embora dos preços praticados). Ogawa: Escreveu em 1986, Everybody can do Reiki (Todos conseguem fazer Reiki). Destes três foi talvez o Egushi quem teve uma influência mais directa, porque era amigo do Usui e apresentou-lhe o que no ocidente mais caracteriza o Reiki; a imposição das mãos ou em japonês, Te- no-hira. Egushi desenvolveu a sua maneira de trabalhar com a imposição das mãos e curou-se da sua fraca saúde utilizando também elementos do sistema do Usui por volta de 1920-21. Em 1923 praticou algum tempo no Dojo (centro de treino) do Usui em Tóquio. Mais tarde criou o seu próprio centro e ensinou o seu método na comunidade espiritual Ittoen fundada pelo Tenko Nishida com muito êxito. Usui e Egushi tiveram um contacto intenso enquanto Usui vivia e meditava no Monte Hiei (perto do Monte Kurama) e depois em Toquio no seu Dojo . Vejam aqui o site da International House of Reiki. Não devemos esquecer que Usui não era uma figura isolada, como muitas vezes ficamos a pensar lendo os livros dos autores ocidentais. Usui era filho do seu tempo e foi influenciado pelas correntes espirituais e outras da sua época. Uma época que se caracterizou por grandes mudanças na cultura japonesa entre 1868 e 1926 durante as chamadas eras ‘Meiji’ e ‘Taisho’. Mudanças que levaram muitas pessoas a procurar um sentido de conexão profundo com a sua antiga cultura espiritual dominado pelos ritos Xintoístas e Budistas. Uma das figuras marcantes desta época era por exemplo o fundador do método Tai-Rei-Do, o sr. Morihei Tanaka (1848-1928) que ganhou grande popularidade até na China e na Mongólia. Com certeza o Usui conhecia este homem e o seu livro publicado em 1910 ‘Taireido Jiten’ (O código do caminho do grande espírito). Tanaka criou um centro em Tóquio (Reiri Gakkai Tokyo) onde ensinava a sua arte de canalizar ‘Reishi’ (energia vital) que ia resultar em cura das doenças, desenvolvimento intelectual e alterar os maus hábitos. Podemos ver muitos paralelos com o método do Usui que deve ter tido experiências com o Tai-Rei-Do ou até podia ter sido aluno do Tanaka durante algum tempo como algumas fontes sugerem. Vejam aqui o site do Giuseppe Paterniti. Japão fervilhava nesse tempo com escolas espirituais que aspiravam o desenvolvimento humano tais como; o ‘Judo’ pelo sr. Kano, ‘Aikido’ do mestre Morihei Ueshiba, ‘Johrei’ criado por Mokishi Okada ou ‘Jin Shin Jyutsu’ por Jiro Murai. Uma influência forte para muitos foi o Onisaburu Deigushi criador do ‘Omoto Kyo’ em que se praticava o Kotodama (espirito da palavra) uma arte que foi absorvido pelo Ueshiba e Okada nos seus métodos. As artes marciais dos extintos Samurai estavam na base de muitos destes métodos, mas igualmente as práticas de austeridade dos Yamabushi, os yogues japonesas praticantes do ‘Shugendo’ inspiravam muitas pessoas. Em todos estes métodos uma parte prática e uma parte espiritual ou moral, ambos inspirados na cultura que misturou o Xintoísmo com o Budismo que governou Japão desde a introdução do budismo no século VII através de China. Todas estas pessoas desenvolveram o seu método com grande sacrifício pessoal (austeridade, estudo, treino, doença etc.) e tiveram uma experiência espiritual profunda tal com Usui. Todos eles falaram em sentir um grande calor no corpo, ver luzes, serem tocadas por Deus ou receber poderes de cura durante ou depois desta experiência. A maior parte das escolas nascidas neste tempo ainda existem nos dias de hoje e têm muitos praticantes pelo mundo fora. A razão porque o método Usui se tornou tão popular a escala mundial reside talvez na sua simplicidade e universalidade, mas é também esta característica que pode facilmente ameaçar a integridade do método. Por isso a procura para as raízes do Reiki é essencial para a sua sobrevivência e qualidade. Ao aumentar a nossa compreensão profunda das suas origens podemos respeitar melhor a sua estrutura e prática.