Em que consiste um tratamento com MWO? As ondas radiónicas de múltiplas frequências produzidas pela MWO, ou ‘Maquina Lakhofsky’ como é habitualmente chamado por cá, são dirigidas à pessoa por duas antenas circulares nesta caso escondidas em duas almofadas. Uma está debaixo dos pés e a outra atrás das costas e durante uns 15 a 20 minutos a pessoa é banhada por estas ondas benéficas. Em geral não sensações físicas, mas ocasionalmente a pessoa sente um formigueiro em partes do corpo fragilizadas. Conforme o caso o tratamento é repetido com poucos dias de intervalo até obter o resultado desejado. A experiência mostrou que tratamentos curtos e regulares são mais eficazes do que tratamentos prolongados e pontuais. Este princípio também conhecemos de outras terapias como Reiki, acupunctura ou da homeopatia. Terminado o tratamento a pessoa é aconselhada para beber bastante agua durante o resto do dia para facilitar a expulsão de toxinas e relaxar mais algum tempo. Há contra-indicações para o tratamento? Não, o único cuidado que temos que ter é com aparelhos eléctricos como relógios digitais, telemóveis e obviamente um Pace-maker no caso de um doente cardíaco. Estes aparelhos devem ficar a uns 3-4 metros do MWO. As ondas radiónicas são de fraca intensidade mas de alta frequência por isso não têm um efeito térmico no corpo mas apenas um efeito estimulador celular. Podem no entanto interferir com outros aparelhos electrónicos na proximidade. Qualquer pessoa pode fazer um tratamento com o MWO incluindo grávidas, crianças e idosos sem risco nenhum. Como funciona a Electroterapia com Múltiplas Frequências? Lakhofsky explicou na sua teoria de oscilação celular que as cromossomas, chondromas e outros filamentos no citoplasma das células constituam no fundo circuitos oscilatórios microscópicos capazes de vibrar electricamente numa escala de frequências muito curtas de 200.000 Hz até 20 GHz que corresponde à escala das ondas de rádio LM, AM, FM e Micro. As várias ondas electromagnéticas presentes no nosso meio ambiente estimulam habitualmente as nossas células de vibrar nas suas frequências específicas e saudáveis, mas por muitos motivos as células podem começar a vibrar em frequências impróprias. Por exemplo pela exposição à micro- organismos patogénicos, ondas electromagnéticas nocivas dos telemóveis ou das redes eléctricas e Wi- Fi nas casas e até os nossos próprios pensamentos! Uma longa exposição do nosso organismo a estas influências nocivas provoca distúrbios no equilíbrio de vibração celular e a célula fica doente ou até morre. Os chondromas da célula morta envolvem-se numa membrana e continuam a oscilar e multiplicar-se independentemente da célula transformando-se em células neo-plásticas, os precursores de cancro. Lakhofsky descobriu que podemos corrigir as oscilações negativas das células ao oferecer às células um campo subtil de múltiplas frequências e assim estimulando a célula desequilibrada a reencontrar o seu equilíbrio. A electroterapia multifrequêncial ou ETMF, como costumo chamar esta terapia, ajuda as células a manter a sua vibração saudável e funciona assim como um reforço ao sistema imunitário. Ao mesmo tempo evita que as células se desequilibram pela influência dos patogénicos, e recupera as células em vias de desestabilização. A ETMF tem assim uma efeito preventivo e restaurador ao mesmo tempo! Que doenças podem ser tratadas? O MWO trata a pessoa como um todo envolvendo a numa nuvem de vibrações benéficas, por isso um tratamento é capaz de harmonizar vários problemas numa pessoa ao mesmo tempo. Citando da investigação nos hospitais de Nova York e Paris podemos verificar excelentes resultados nos casos de artrites, fracturas, tendinites, miomas, prostatite, eczema, ulceras, cancros, celulite, gripes e constipações, pneumonia, doenças auto imunes, tumores, spondilites, pedras no rim e vesícula, dores de cabeça, etc. Por vezes uma reacção de limpeza do corpo depois de alguns tratamentos conhecido como a reacção Jarisch-Herxheimer que parece uma constipação ou um mau estar temporário que está a anunciar a cura. Quer-se livrar dos efeitos da ‘pica’? Nada melhor que um bom banho com o MWO no *Viver na luz* e depois com Zeolite e Bentonite em casa! Elimina e destroi até a Nano tecnologia no seu corpo. Informa-se 963806860 ou guido@vivernaluz.org
© *Viver na Luz* 2020
Centro de formação de Reiki, Leitura da Aura, Karuna, Remédios florais e outras terapias energéticas para todos que querem viver na luz.
MWO A ‘Maquina Lakhofsky’
Em 1931 o engenheiro Georges Lakhofsky patenteou um ‘aparelho com circuitos oscilatórios de múltiplas frequências’ que ficou conhecido pelo nome Multi Wave Oscilator ou MWO. O aparelho foi o resultado de mais de 20 anos de investigações em que demonstrou que todas as células são pequenos sistemas eléctricos que oscilam, com uma frequência própria, induzido pelo estímulo das ondas eléctrico-magnéticos do cosmos, da atmosfera e da terra. A sua teoria da oscilação celular foi publicado no livro ‘The Secret of Life’ (O segredo da vida) por volta de 1930. Os resultados foram amplamente divulgadas e estudadas por colegas em todo o mundo inclusivo em Portugal pelo prof. Dr. António de Pereira Forjaz, director da Academia de Ciências de Lisboa, no seu livro ‘Matéria’ publicado em 1933 em colaboração com a academia de Ciências de Paris, a Sociedade Real de Londres e a Sociedade Química de Berlim. Lakhofsky nasceu na Rússia perto de Minsk em 1869 e em 1894 emigrou para França onde começou a estudar física e engenharia civil na universidade da Sorbonne e se matriculou na faculdade de medicina. Nos anos ‘20 desenvolveu a sua primeira máquina depois de ter experimentado largamente com simples anéis de fio de cobre curando cancros em plantas. Em 1923 construiu um oscilador de ondas curtas usando dois tubos rádio especialmente desenhados para este efeito. O sucesso da sua máquina divulgou-se rapidamente e por volta de 1928 em vários países se construíam máquinas baseados no princípio de electro estimulação por ondas radiónicas. Na consequência destas investigações o Lakhofsky criou a sua MWO em 1931 utilizando os princípios da pulsação da ondas muito curtas com múltiplas frequências de baixa intensidade. Entre 1931 e 1938 Lakhofsky experimentou com a sua MWO em vários hospitais de Paris e obteve resultados promissores em muitos doentes com cancros terminais. Em 1940 emigrou para Nova York para escapar à ocupação Alemã e a sua repressão intelectual e trabalhou com o Dr. Disraeli Kobak até a sua morte em 1942 aos 73 anos. Em 1945 o ‘Lakhofsky Multiples Waves Institute’ foi criado pelo seu filho Serge Lakhofsky, Dr. Albert Verleyh e o Dr. Kobak que continuaram as investigações e tratamentos divulgando os seus resultados em vários jornais científicos. Nos anos ‘60 o Serge Lakhofsky voltou para França e continuou o trabalho do seu pai modernizando o MWO criando as antenas especiais de 7 metais para a firma Colysa. Em paralelo encontramos em Marselha o Dr. Edmond Vernet a trabalhar no MWO com a secretária do Lakhofsky, A. Givelet e em Béziers o Dr. Joseph Salvat a investigar 14 frequências radiónicas especiais para curar células com a sua ‘Terapia Bio-dinámica que resultou em muitas curas espectaculares. O trabalho do Lakhofsky reflecte uma consciência e visão da vida integral e libertador e é altamente filosófico e espiritual em compasso com outros filósofos da sua era como Rudolph Steiner, Ghandi, Tesla ou Usui. A visão do Georges Lakhofsky abriu caminho para uma nova ciência da vida e continua a dar nova vida à ciência nos dias de hoje. As suas maquinas continuam a ser desenvolvidas e as suas descobertas inspiram novas gerações de verdadeiras cientistas, ou nas palavras do próprio Lakhofsky; ‘Cada progresso na evolução da ciência mostra um novo ponto de vista e possibilita nos de explorar mais o campo das diferentes ciências, conhecendo os seus vários estados de progresso, e observando as suas relações mutuas e a assistência que podem oferecer umas às outras.’ Na Europa as MWO estão a ser construídas pelo Multiwave Oscillator do Hessel Hoornveld na Holanda.